Arquivooutubro 2012

POP entrevista – Breno Silveira, diretor de “Gonzaga – De pai para filho”

POP entrevista – Breno Silveira, diretor de “Gonzaga – De pai para filho”

Se tem uma pessoa no cinema brasileiro que é empolgada com os filmes que faz, esse alguém é Breno Silveira, mais conhecido por aqui com “2 Filhos de Francisco”, em que contou a história da dupla Zezé Di Camargo e Luciano. Agora, em entrevista por telefone ao POP para falar de “Gonzaga, De Pai Para Filho”, ele mostrou o mesmo entusiasmo e orgulho com o trabalho de quando falou sobre seu filme anterior, “À Beira do Caminho”. Leia mais

“As Vantagens de Ser Invisível” mostra o melhor e o pior da juventude

“As Vantagens de Ser Invisível” mostra o melhor e o pior da juventude

A adolescência é um lugar sombrio. Cheio de gente pronta para te antagonizar na escola, de ebulição hormonal e sentimental, de medos e de inseguranças. Mas também é um lugar iluminado. Cheio de primeiras vezes, de energia, de vontades e possibilidades. E, especialmente, cheio de amor. Conseguir um balanço entre esses aspectos é, talvez, o maior mérito de “As Vantagens de Ser Invisível”. E está longe de ser o único. Leia mais

Suspense “A Entidade” tem boas cenas, mas se perde no final

Suspense “A Entidade” tem boas cenas, mas se perde no final

Há um mérito inegável em “A Entidade”, filme cujo título nacional entrega mais do que deveria: as cenas em que o diretor, Scott Derrickson, o mesmo de “O Dia em que a Terra Parou” (2008) e “O Exorcismo de Emily Rose”, resolve colocar todo suspense possível, são de arrepiar a espinha. O problema é que o filme não tem muito mais para mostrar além disso.

Leia mais

“Busca Implacável 2″ traz de volta Liam Neeson detonando a Europa

XXX TAKEN-2-MOV-886.JPG A ENT

Para “Busca Implacável 2”, a regra é clara: não se mexe em time que está ganhando. Por isso, foram mantidos os elementos básicos do primeiro filme, com alguma troca de ambientação, e alcançando um resultado similar. Ao que tudo indica, nem passou pela cabeça dos realizadores tentar “levar o filme a um novo nível”, discurso comum e prepotente que envolve a maioria das continuações.

Leia mais

POP entrevista – Yuri Lementy, animador de “Hotel Transilvania”

POP entrevista – Yuri Lementy, animador de “Hotel Transilvania”

Direto de Vancouver, no Canadá, o animador brasileiro Yuri Lementy conversou com o POP sobre o seu trabalho. O motivo desse bate-papo é a estreia, por aqui no Brasil, de “Hotel Transilvânia”, animação da Sony dirigida por Genndy Tartakovsky, de “Samurai Jack” e “O Laboratório de Dexter”. Lementy foi um dos 70 animadores que trabalharam do Canadá, segundo ele, respondendo pelo total de 1.168 cenas (o que dá uns 70% do filme). Leia mais

“Hotel Transilvânia” não faz concessões para adultos

“Hotel Transilvânia” não faz concessões para adultos

Parte do sucesso das animações, especialmente as de computação gráfica, nos últimos 20 anos, envolve o fato delas buscarem agradar gregos e troianos. Ou seja, ao mesmo tempo em que oferecem um conto moral simples e espetáculo visual para crianças, vêm recheadas de piadas que só os adultos entenderão e apreciarão. Assim, os pais não ficam entediados e as crianças, logo após saírem dos cinemas, garantem seu brinquedo licenciado de seu mais novo personagem favorito. Leia mais

POP entrevista – Roberto Santucci, diretor de “Até que a Sorte nos Separe”

POP entrevista – Roberto Santucci, diretor de “Até que a Sorte nos Separe”

Tudo começou com uma ideia da Paris Filmes e da Gullane, produtoras do longa. De olho nas altas vendagens do livro de autoajuda “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”, de Gustavo Cerbasi, resolveram que deveria virar filme. Aí entrou na história o diretor Roberto Santucci, que tinha acabado de vir do sucesso “De Pernas pro Ar”, a convite das produtoras, que conversou com o POP por telefone. Leia mais