Arquivojulho 2013

“Wolverine – Imortal” faz o herói lidar com seus traumas do passado

The Wolverine

Parte da esperteza de “Wolverine – Imortal” envolve algo DC/Warner já vem fazendo com seus (bons) filmes de super-heróis: basear a trama em alguma história do personagem que se consagrou ao longo do tempo entre os leitores dos quadrinhos. Aqui o ponto de partida é “Eu, Wolverine”, de Chris Claremont e Frank Miller, que leva Logan para o Japão, ainda hoje uma das mais importantes fases do mutante canadense. Leia mais

“Além da Escuridão – Star Trek” garante diversão, emoção e ação

Além da Escuridão - Star Trek

O perfeito balanço entre diversão e emoção, entre cenas de ação, humor e drama, temperado com um comentário político – que só aparece se você estiver um pouco disposto a entender dessa forma – é o santo graal dos filmes hollywoodianos. Coisa para poucos, como Steven Spielberg, nos anos 80, ou Peter Jackson, mais recentemente. Mas, e digo sem medo, ao menos com seu “Além da Escuridão – Star Trek”, podemos facilmente incluir J.J. Abrams nesse panteão.

Leia mais

“O Cavaleiro Solitário” sofre de excesso de tempo e Johnny Depp

lone_ranger

Pelo jeito, ficaria feio para a produção gastar mais de US$ 200 milhões e fazer um filme de uma hora e meia. Um pouco mais, talvez. Só isso pode explicar o longo arrastar de “O Cavaleiro Solitário” através de duas horas e meia. E, creia-me, para fins de blockbuster de verão (hemisfério norte), uma hora de gordura é bastante coisa na hora de dar ritmo narrativo. Leia mais

“O Homem de Aço” mostra os conflitos de ser Superman

HENRY CAVILL as Superman in Warner Bros. Pictures’ and Legendary Pictures’ action adventure “MAN OF STEEL,” a Warner Bros. Pictures release.

É possível que o grande acerto de “O Homem de Aço” envolva um profundo aprendizado do erro central de “Lanterna Verde”: dar super-poderes para a pior pessoa possível. Imagine que o capitão do time de futebol americano, o cara que pratica bulling ou um babaca qualquer, além de ter tudo nas mãos ainda ganha poderes cósmicos. Superman não é exatamente o cara que pratica bulling, mas ele é, ao menos, o escoteiro, o filho perfeito. Os poderes mais sublinham sua perfeição do que simbolizam algum tipo de tormento. Leia mais

Divertido, “Meu Malvado Favorito 2″ tenta resolver questões desnecessárias

meu-malvado-2

Em 2013 já não cabe mais questionar o porquê de se fazer uma continuação de um sucesso cinematográfico. A questão maior é: qual história será contada? No caso específico de “Meu Malvado Favorito 2″ existem, basicamente, três conflitos apresentados para Gru, agora que ele não é mais um vilão e aceitou bem o fato de ter que cuidar e dar carinho para três lindas garotinhas. Leia mais

“Truque de Mestre” ganha pelo charme e agilidade

6804504-now-you-see-me-wallpaper

Ainda que se disfarce de filme de mágica, “Truque de Mestre” é, enquanto gênero, na verdade, um filme de roubo. No melhor estilo “11 Homens e um Segredo”. Charmoso, rápido, divertido e cheio de pequenas e grandes reviravoltas, que na verdade não importam muito, mas deixam a coisa toda ainda mais empolgante. Dito isso, o `truque` para curtir o filme talvez seja vê-lo apenas uma vez. E ainda, testemunhando contra o sentido deste próprio texto, não ler muito sobre antes de assistir – mas vale a pena voltar aqui depois, viu? Leia mais