Arquivoagosto 2013

“Os Estagiários” só faz graça por conta de Vaughn e Wilson

gallery1

Não é nem que “Os Estagiários” seja ruim, exatamente. É um filme simpático e dá para rir bastante em várias partes. O problema é que ele promete – pela simples reunião entre Vince Vaughn e Owen Wilson – mais do que entrega. E, infelizmente, os clichês do roteiro absolutamente genérico não ajudam em nada, fazendo com que a química entre os dois atores seja a única coisa a sustentar duas horas de projeção. E talvez até seja suficiente, mesmo. Leia mais

“Sem Dor, Sem Ganho” é tão vazio quanto o sonho americano que busca retratar

(Left to right) Dwayne Johnson as Paul Doyle, Anthony Mackie as Adrian Doorbal and Mark Wahlberg as Daniel Lugo in PAIN AND GAIN, directed by Michael Bay from Paramount Pictures.
PG-08

O Sonho Americano dá a tônica de “Sem Dor, Sem Ganho”. Não que precise ser um gênio para perceber como a trama reflete os anseios de um povo que se acostumou a ser melhor do que todo o resto do mundo. A expressão “Sonho Americano” é repetida milhares de vezes ao longo da trama pelos personagens. E, assim como o próprio Sonho Americano, o filme é uma explosão de euforia completamente vazia, tanto para seus participantes dentro da trama, quanto para os espectadores. Leia mais

“Círculo de Fogo” é o lançamento mais humano de 2013

pacific-rim_1

Vendo os trailers, dá até para imaginar que “Círculo de Fogo” é sobre robôs gigantes que foram criados pela humanidade para enfrentar monstros igualmente enormes que estão invadindo a Terra através de uma brecha no meio do Pacífico. Quer dizer, isso tudo está lá, mas não é sobre isso que é o filme. Nem mesmo sobre as impressionantes batalhas entre essas duas facções. Leia mais

“RED 2: Aposentados e Ainda Mais Perigosos” não supera o original

red2-02

“Charme” é um conceito difícil de ser definido ou apreendido. Há uma série de fatores ou truques que nos fazem chegar perto dele ou mesmo enganam por algum tempo. Mas sabemos de cara quando algo tem ou não. E, dá para dizer sem medo de errar: “RED: Aposentados e Perigosos” tem charme; “RED 2: Aposentados e Ainda Mais Perigosos” não. Mas até que diverte. Leia mais