Arquivonovembro 2013

“Crô: O Filme” faz mistura bizarra de comédia e denúncia social

croofilme

É um desafio maior do que parece levar um personagem secundário, por mais popular que seja, da TV para os cinemas. Eles, normalmente, se tornam notórios pela coleção de trejeitos e bordões que apresentam em cena, de forma homeopática, ao longo da novela. Não precisam nem mesmo aparecer em todo episódio. O que não quer dizer que eles conseguiriam sustentar um filme inteiro. Leia mais

Roteiro confuso tira o brilho de “Um Time Show de Bola”

show-de-bola

Depois de ganhar um Oscar pelo irretocável thriller “O Segredo dos Seus Olhos”, o argentino Juan José Campanella mudou completamente de direção em relação ao seu próximo projeto. Partiu para uma animação, em computação gráfica. Este “Um Time Bom de Bola”. Se por um lado fica claro porque ele escolheu esse projeto – a temática futebolística; a liberdade estética -, por outro, é difícil entender como alguém já tão tarimbado não percebe como o roteiro foi mal construído. Leia mais

“Sobrenatural – Capítulo 2″ tem seus bons momentos, mas não passa disso

MCDINSI EC053

Não é exagero dizer que se você gostou do primeiro “Sobrenatural”, deve gostar também do “Capítulo 2″. Todos os elementos estão lá. As atuações corretas, a maquiagem de circo de horrores, a trilha sonora de violino e piano que são mais irritantes que assustadoras, a necessidade dos personagens de resolver boa parte da ação na parte da noite e os belos enquadramentos que usam planos sem cortes para ajudar na criação da atmosfera de tensão.

Leia mais

Decepção e amadurecimento são temas de “Amor Bandido”

mud

Filmes de amadurecimento já são considerados um gênero à parte em Hollywood. E dá para entender o apelo, considerando o quanto a cultura deles – e a nossa por osmose – é voltada para a adolescência, momento em que, supostamente, mais amadurecemos efetivamente. Mas, vira e mexe, aparecem alguns filmes que se sobressaem. Às vezes por perverter a fórmula. Às vezes por abraçá-la e mostrar novos aspectos, ainda enexplorados. “Amor Bandido” é do segundo tipo. Com louvor. Leia mais

Atuação de Hanks e direção de Greengrass sustentam “Capitão Phillips”

captain-phillips

A sequência inicial de “Capitão Phillips” não apenas são uma aula de bom cinema, aquele que usa as imagens para criar relações de sentido, como estão lá para estabelecer perfeitamente quem são os dois pólos, os dois personagens centrais do longa, de onde vieram e para onde vão. À seu modo particular, tanto Richard Phillips quanto Muse – papéis de Tom Hanks e Barkhad Abdi – têm suas preocupações, medos e angústias e precisam deixar isso de lado para o que é mais um dia, mais uma jornada, de trabalho. Leia mais

“Minha Vida Dava um Filme” não deu um grande filme

imogene

Kristen Wiig, depois do sucesso de “Missão Madrinha de Casamento”, aproveitou para desenrolar “Minha Vida Dava um Filme”, projeto pelo qual era apaixonada. Mas, diferente da comédia escrachada, para adultos, do primeiro, este aqui tem um ar de filme independente americano. Daqueles em que os personagens são disfuncionais e adoráveis e que acabam aprendendo sobre si mesmos ao longo de sua trajetória. Pena que não consiga ir além de emular parte desse universo. Leia mais

“Uma Noite de Crime” falha no suspense, mas acerta no comentário social

The-Purge

A verdade é que a temática de `uma família que está sitiada em uma casa, à mercê de maníacos` foi explorada melhor e de forma mais contundente por Michael Haneke em suas duas versões de “Violência Gratuita”. Em seus melhores momentos, “Uma Noite de Crime” coloca seus personagens diante de duras questões morais, enquanto Haneke dá um passo além e joga essas questões para quem assiste. Leia mais

Deus do Trovão encontra a maturidade em “Thor: O Mundo Sombrio”

thor-the-dark-world

De certa forma, um ciclo se fecha em “Thor: Mundo Sombrio”. A jornada do herói interpretado por Chris Hemsworth, iniciada em “Thor”, encontra seu fim aqui. Ele, que começou como um menino mimado, que não se interessava pelas consequências de seus atos e pensava ser invencível, acaba se tornando o nobre herói que usa sua força para causas maiores e mais importantes do que sua própria glória. Leia mais