CategoriaEntrevistas

Uma ponte cinematográfica

CONSTRUINDO_PONTES_2

Com o documentário “Construindo Pontes” a curitibana Heloisa Passos usa relação turbulenta com o pai para tratar de política

Dois acontecimentos marcaram a história recente de Heloísa Passos, premiada Diretora de Fotografia e Diretora Curitibana que acaba de lançar seu mais novo documentário, “Construindo Pontes”, no Festival de Brasília e que em breve será reexibido no FicBic, o Festival de Cinema da Bienal de Curitiba. O primeiro foi uma oficina de documentários ministrada para 20 estudantes como parte do FIDÉ Brasil, o Festival Internacional de Documentário Estudantil. O segundo foi exibir o “Construindo Pontes” para seu pai, Álvaro Passos, principal personagem do documentário, em uma sessão privada. Leia mais

“Em 2006 entrei na cadeia”

a-gente-menor

Perfil de Aly Muritiba, o cineasta que filmou o dia a dia dos Agentes Penitenciários de São José dos Pinhais.

Para fugir da opressão do cotidiano como Agente Penitenciário da Casa de Custódia de São José dos Pinhais, Aly Muritiba resolveu se matricular no recém-criado curso de cinema da Unespar. A cadeia, nas palavras do próprio cineasta, era “um ambiente que te suga muita energia, é pesado”. O que começou como uma válvula de escape logo contaminou a forma como ele percebia o espaço e as relações humanas lá abrigadas e culmina com o lançamento comercial de A Gente, documentário sobre os a Equipe Alfa da Penitenciária. Leia mais

A diretora Chris D`Amato comenta, em entrevista ao POP, o processo de criação de “S.O.S Mulheres ao Mar”

Chris D'Amato

Quando pego o telefone para fazer a entrevista com a diretora Chris D`Amato, sou avisado gentilmente pela assessora que terei dez minutos para falar com ela. “Difícil sou eu falar em dez minutos. Mulher fala em dez minutos?” Me respondeu, antes mesmo de eu ter tempo de ensaiar um “olá”. A afirmação, se talvez não valha para todas as mulheres do mundo, seguramente vale para ela mesma. Já na primeira pergunta, por exemplo, ela me brinca com a descrição detalhada de todo o processo de desenvolvimento de seu mais novo filme, “S.O.S. Mulheres ao Mar”.

Leia mais

Alexandre Borges fala sobre paternidade, animações e dublagem em entrevista

Alexandre Borges

Para quem nunca tinha feito uma dublagem de animação na vida, assumir a voz do Peabody, de “As Aventuras de Peabody e Sherman” deve ter sido um belo desafio para Alexandre Borges. Isso porque o personagem não apenas usa um monte de palavras difíceis, como as fala bem rápido também. Mas vamos começar pelo começo.

“A animação conta a história do cachorro mais inteligente do mundo [Senhor Peabody], superdotado, que fala, que anda, é um cientista consagrado, pinta, é gourmet, mas chega um momento na vida dele, por conta da idade, até um pouco parecida com a minha, ele sente falta de ter uma família, e resolve adotar um menino. Aí fica aquela discussão, `como você vai adotar um menino, você é um cachorro!`,” disse o ator em entrevista por telefone para o POP.

Leia mais

“É quase uma `Malhação` sem pudor”, diz Malu Rodrigues sobre “Confissões de Adolescente”

Malu Rodrigues

Tão complicado quanto ser um adolescente é retratar essa fase na ficção. Por isso, então, fica o grande mistério em relação à “Confissões de Adolescente”, livro semi-autobiográfico de Maria Mariana que virou peça, série para a TV e, agora, um belo e merecido filme – sobre o qual falamos mais na tradicional resenha. A atriz Malu Rodrigues, que interpreta a Alice no filme, conversou com o POP sobre, entre outros assuntos, o que faz a história continuar tão atual.

Leia mais

POP Entrevista Fábio Porchat e Júlia Rezende, ator e diretora de “Meu Passado Me Condena”

passado-entrevista

Fazer um filme no Brasil é coisa para doido. São toneladas de documentos enviados para as leis de incentivo, seguidas de centenas de horas gastas em reuniões com possíveis apoiadores, para, só então, as coisas mais práticas – o cinema em si – começarem acontecer. A coisa se complica quando há uma série de `marinheiros de primeira viagem` à bordo. Mais ainda quando o caso é filmar em um cruzeiro transatlântico, algo inédito no cinema nacional, com cenas no Marrocos e na Itália. Leia mais

Conversamos com o diretor e roteirista Kleber Mendonça Filho

o-som-ao-redor

“O Som ao Redor” ultrapassou 100 mil espectadores em salas de cinema. Na semana passada o longa estreou no iTunes, podendo ser visto por praticamente qualquer pessoa que tenha acesso à internet (e um cartão de crédito). Com isso, chegou ao quinto lugar, entre os filmes mais vistos, disputando com “007 – Operação Skyfall”, “As Aventuras de Pi”, “Amanhecer – Parte 2″ e “Argo”. Tudo bem impressionante se você considerar o tom intimista do trabalho. Leia mais